Fernando de Noronha: como chegar e quando ir?

Dicas práticas para quem vai a Fernando de Noronha com a família

ando de Noronha com crianças era furada, que a ilha não tem boa infraestrutura, que os adultos não aproveitam… mas não teve jeito: tive que ir pessoalmente para ver se tudo isso era verdade.

A conclusão a que cheguei foi que, se os pais não se organizarem bem antes de ir com as crianças, realmente pode ser complicado. Mais adiante, vou dar alguns detalhes importantíssimos para quem vai Fernando de Noronha: como chegar e a melhor época para ir com a criançada. Vamos nessa?

Fernando de Noronha: como chegar Quando decidimos ir para Noronha, a ideia era viajar para um destino que tivesse praia, natureza, paz e diversão em vez de muito agito ou da mordomia de um resort. Depois de muito pesquisarmos, encontramos todos esses requisitos no lugar. Nosso hotel era super confortável, mas não tinha requinte porque optamos por uma viagem relativamente simples, mais em conta e bem relax.

O bom de lá é que você não precisa decidir nada com muita antecedência: o que te der vontade de fazer dentro das opções que existem, é só escolher e se jogar.

Fernando de Noronha: como chegar

A Gol e a Trip tem voos diários para lá partindo principalmente do Rio, São Paulo, BH e Campinas. De qualquer lugar que se esteja no Brasil (exceto Natal, de onde saem voos diretos), a parada em Recife é obrigatória. Mas não demora muito, é uma pausa de só algumas horinhas. Partimos do Galeão para Recife, e logo em seguida, pegamos o voo para Noronha.

Os aviões lá só pousam de dia, e alguns voos são cancelados quando chove muito devido ao fato de a pista ser bem pequena.

Quanto custa

Quem vai para Fernando de Noronha precisa ter em mente que esta não é uma viagem das mais econômicas. Precisa pagar a taxa diária de preservação ambiental, que custa R$ 68,74 por dia, e pode ser paga pela internet mesmo ou ao chegar na ilha.

Além disso, em 2012 foi incluído um ingresso que custa R$ 98 por dez dias. Ele dá direito a frequentar o parque nacional marinho, que nada mais é do que visitar a maioria das praias locais, como a Baía dos Porcos, Sancho, Sueste, Atalaia etc. Ou seja, você precisará dele!

Esse ingresso até pode ser comprado via internet, mas de qualquer forma é necessário ir a um desses lugares a seguir para fazer a carteirinha:

  • No centro de visitantes ao lado do projeto Tamar, que fica na vila do Boldró;
  • Na praça Flamboyant, que fica na vila dos Remédios
  • No acesso às trilhas do Mirante dos Golfinhos e do Mirante do Sancho.

Quando ir com crianças

Entre março e junho é a época de chuvas na ilha. Algumas duram dias e acabam estragando o passeio; mas nos outros meses do ano, elas são geralmente passageiras, caindo no início do dia e no final de tarde.

Fomos em dezembro, e as praias do mar de dentro estavam bem agitadas – por isso, uma ótima época tanto para mergulho quanto para ir com crianças é de agosto a outubro, que o mar de dentro está calmo e se torna uma verdadeira piscina para eles!

Em caso de emergência...

O fato de não ter uma UTI perto e apenas um único hospital na cidade chamado Hospital São Lucas, que fica na Vila do Remédios, me assustou um pouco. Mas não dá para ficar só pensando nisso, senão fica difícil aproveitar! Este hospital atendem emergência 24 horas, mas dependendo da gravidade situação, é necessário voltar ao continente para tratamento.

Quer a minha recomendação? Se puder, arrume as mala e vá o quanto antes! Foi bom demais conhecer Noronha sob a ótica dos meus pequenos. Espero que todas essas dicas te ajudem a montar um roteiro pra lá de divertido e inesquecível, bem juntinho da sua família.

Um beijo e até o nosso próximo destino!

>> Deu vontade de conhecer esse destino juntinho com a família? A Nath e a Travel Place preparam um roteiro na medida certa para vocês fazerem a viagem dos sonhos!



Comentários