Hollywood Studios & Animal Kingdom

Nossas aventuras radicais na Disney e a vida selvagem no Reino dos Animais

Neste post, vou falar sobre o nosso roteiro em mais dois parques em Orlando que amamos levar as crianças, mas que são completamente diferente um do outro: o tradicional e sempre eletrizante 

O Hollywood Studios, embora relativamente pequeno, é também um parque muito legal, com várias atrações que fazem a alegria da garotada! Entre os destaques, estão a famosa Torre do Terror e algumas rides mais ariscas, sem falar nos shows que completam a festa.

É realmente um parque para quem curte emoções radicais – portanto, se seus filhos forem menores de 5 anos, talvez seja melhor focar em outros parques! A entrada do parque é uma réplica de Hollywood nos anos 30, e é dividido entre as seguintes partes:

  • Hollywood Boulevard
  • Echo Lake
  • Sunset Boulevard
  • Muppets Courtyard
  • Comesary Lane
  • Pixar Place
  • Animation Courtyard

Fomos em atrações como a Torre do Terror, a Montanha Russa do Aerosmith , o Toy Story Mania e o Star Tours, que é em 3D e onde se pode viajar em uma nave com a temática de Star Wars. Incluímos também no nosso roteiro o Muppets Vision, que é outro filme em 3D, mas já assisti a outros bem melhores!

Por estarmos na terra de Hollywood, é preciso saber qual show escolher, pois as produções realmente são cinematográficas!

Um exemplo é o show do Star Wars, que traz todos os seus personagens e levam os meninos à loucura. Outro destaque é o show da Bela e a Fera que conta toda a sua história em forma de musical, e do Indiana Jones, onde mostram todos os macetes usados no filme. Por isso, é tão importante ficar atento aos horários, já que essas atrações acontecem poucas vezes no dia.

Já para os os menores, as atrações são mais limitadas. Ainda assim, fomos na viagem da Little Mermaid, que pode assustar alguns deles dependo da idade. Também estivemos no Disney Junior – Live on Stage, um show com personagens do Disney Junior, como o Jack e a Princesa Sofia. Para as meninas, também tinha o show da Frozen for the First time Forever, em que a Elza canta as músicas do desenho e faz nevar também.

DICA DA MÃE VIAJANTE:

Lembre-se que sempre que estiver com crianças, pode usar o Child Swap, que é a troca de crianças. Funciona assim: os pais se apresentam ao funcionário do brinquedo, e enquanto um deles vai, o outro fica com a criança do lado de fora esperando e depois trocam entre si.

À noite, o show imperdível é o Fantasmic!, que mistura as imagens em projeções de água. É uma luta do Mickey com bem e com o mal. Após o bem vencer, no final chegam todos os personagens em um barco para nossa surpresa. Completamente diferente de qualquer outro! Ficamos boquiabertos. O teatro onde acontece este show é gigante, mas está sempre cheio.

Queríamos ter jantado no Holywood & Vine com os personagens da Disney Junior, e a outra opção seria o 50’s prime Time café no melhor estilo “old school”. Porém, como não fizemos reserva, me arrependi depois de não ter feito.

Animal Kingdom

De todos os da Disney, esse era o parque menos me atraía. Dessa vez, porém, tive uma grata surpresa, e se eu fosse novamente a Orlando, não deixaria mais ele de lado, já que comecei a olhá-lo com outros olhos. Vi que a Disney caprichou nos investimentos para torná-lo tão interessante quanto os demais, e eles conseguiram!

O Animal Kingdom é uma mistura de zoológico com parque de diversão. O parque é representado pela árvore da vida, onde no centro dela estão esculpidos uma série de animais. Assim como os outros parques, ele é dividido em 7 áreas:

  • Pandora – the World of Avatar
  • Oasis
  • Dinoland
  • Discovery Land,
  • Asia
  • África.

O que tem de mais famoso atualmente e para o qual aconselho agendar o Fast Pass com BASTANTE antecedência é o brinquedo do Avatar, o Avatar Flight of Passage, que fica no reino de Pandora. Demoramos mais de duas horas na fila, mas valeu muito a pena!

Consegui levar o João também ao Kilamanjaro Safari, onde conseguimos ficar bem pertinho dos bichos. Não considero necessário usar o Fastpass aqui, e só fomos porque estava sem fila

Estamos falando de um simulador onde subimos em cima de uma espécie de moto, e nos dá a impressão de estar sobrevoando o reino de Pandora em cima de um Avatar, já que o carrinho mexe as laterais com o se fosse o coração batendo. Para mim, é o melhor brinquedo que já fui na Disney até hoje!

Nunca tinha assistido o musical do Procurando Nemo. Nele, os fantoches dos animais marinhos parecem de verdade! No Festival of Lion King, os malabaristas, trapezistas e personagens roubam a cena independente da idade. Mas esses shows só acontecem umas 3 vezes por dia com poucas sessões, portanto é sempre bom ficar atento .

Outra atração que amamos também foi o Na vi River Journey, que é um passeio de barco na floresta com vários efeitos especiais. Nesse, conseguimos pegar Fast Pass, portanto a fila andou mais rápido.

Claro que não poderíamos deixar de ir também na única montanha russa do parque, que é a Expedition Everest, localizada na Ásia.

No auge do verão, todos brinquedos de água caem muito bem. No Kali River Rapids, a gente não apenas se molha como literalmente recebe uma cachoeira na cabeça, dependendo do local onde estiver sentado.

O It’s tough to be a Bug, inspirado no filme Vida de Inseto, também é bem legal, onde assistimos em 3D só que com óculos bem especial, em forma de olhos de inseto. Levei meu filho menor, mas mesmo sendo bem engraçado, ele ainda não entendia.

Meus meninos amaram o Dinosaur, que é um jipe que chacoalha bastante e vai desviando dos dinossauros .

Um brinquedo que talvez não fosse novamente e só fomos por que não tinha fila foi o Primerval Whirl, que fica na terra do Dinosaur, que tem alguns brinquedos que também pude levar o João.

Consegui levar o João também ao Kilamanjaro Safari, onde conseguimos ficar bem pertinho dos bichos. Não considero necessário usar o Fastpass aqui, e só fomos porque estava sem fila.

A árvore da vida, quando anoitece, também recebe projeções e imagens que dá um efeito fantástico. O show final do parque, Rivers of Light, é também maravilhoso. Jatos d’água representam animais e os elementos da natureza.

Esse é um dos poucos parques em que se consegue encontrar e tirar foto junto com o casal de ratinho mais lindo mundo. E detalhe: trajados no estilo safári! Além disso, só lá mesmo que vimos Tarzan e a Pocahontas.

Almoçamos no Rainforest Café, onde os meninos sempre se divertem com os bichos emitindo aqueles sons que mais parecem de verdade. Mas, se você quiser ver os personagens, o restaurante que recomendo é o Tusker House, que tem a presença ilustre de Mickey, Donald e outros demais personagens.

Curtiram todas essas dicas? Então que tal agora começar a refrescar a cuca nos ando&utm_term=parque&utm_content=diversao”>parques aquáticos de Orlando? Confira no post e tome nota no seu roteiro de viagem!

>> Deu vontade de conhecer esse destino juntinho com a família? A Nath e a Travel Place preparam um roteiro na medida certa para vocês fazerem a viagem dos sonhos!



Comentários