O que fazer em Melbourne

As atividades kids friendly para curtir com toda a família

Cortada pelo Rio Yarra e banhada pelo mar, Melbourne é uma capital cheia de charme, repleta de parques arborizados, prédios vitorianos misturados a arranha-céus. Por todo lugar, é possível ver desde ciclistas até artistas de rua cantando para os pedestres. Ao mesmo tempo, vemos também arte pelas paredes enquanto os bondinhos vêm e vão, e as mesinhas ao ar livre deixam a experiência de passear pela cidade ainda mais gostosa e aconchegante.

Melbourne é também um paraíso para quem curte esportes, já que é considerada a capital australiana desta cultura e sedia os maiores eventos esportivos do país, como o Australian Open de tênis, o GP de Fórmula 1, de Moto GP, jogos de rúgbi, críquete e campeonatos de surf.

O que fazer em Melbourne

Se vai visitar a cidade com crianças a tiracolo, a boa notícia é que existe uma lista grande de atividades para os pequenos aproveitarem ainda mais . Para os dias tórridos de calor, por exemplo, uma boa opção para eles são as piscinas públicas: assim como Sydney, a maioria dos bairros tem as suas e custa em torno de 10 dólares para entrar.

A seguir, você confere minhas sugestões de o que fazer em Melbourne de acordo com minha experiência pela cidade. Vamos lá?

O que fazer em Melbourne e proximidades

Twelve Apostles – The Great Ocean Road: Esses monumentos naturais ficam em Port Campbell National Park, a 226 km de Melbourne. São pedras gigantes de aproximadamente 40 metros, separadas e esculpidas pela erosão durante milhões de anos. Mas não basta essa ser uma das paisagens mais lindas do mundo: o show da natureza começa na estrada mesmo, com todo o cenário lindo e hipnotizante. Ao longo do caminho, existem várias passarelas e mirantes para avistar as praias paradisíacas e as 8 pedras (Isso mesmo, não são 12 rochas; o lugar foi batizado de “Twelve Apostles” apenas para fins turísticos. Antes eram 9 rochas, e uma se foi com a erosão).  É preciso tomar cuidado para não ser absorvido e seduzido pelo canto da sereia!

O que fazer em Melbourne

Não quisemos descer os 70 metros de despenhadeiro Gibson Steps até chegar à areia por causa das crianças, mas quem vai afirma ter a impressão de ser uma formiguinha perto das pedras tamanho a grandiosidade do lugar. A natureza ali foi mais do que bondosa, porque parece que pegou um pincel e fez um quadro de pintura.

Existem algumas formas de chegar lá:

1) De ônibus: essa é uma opção para quem quer realmente passear, já que o trajeto fica longe demais

2) De trem: Porém, eles não chegam até a cidade mais próxima de Port Campbell; é preciso mesclar o ônibus com o trem, e dependendo do horário, pode não compensar

3) De carro: Foi o que fizemos, passando por Anglesea, Princeton e seguindo em direção a Port Campbell . De lá, pegamos um helicóptero com a empresa 12 hellicopters e ficarmos ainda mais abismados ainda com a beleza. Mesmo sendo um programa cansativo, é imperdível.

National Gallery Museum of Victoria: Um programa muito legal que muitas famílias fazem, principalmente no final de semana, para visitar as exposições.

Os meninos curtiram uma amostra fantástica chamada GNV Trienal: transformou-se a galeria infantil em uma festa visual, estimulando as crianças a se engajarem com vários objetos como esponjas e velcros.

Luna Park: Assim como em Sydney, é sucesso absoluto também em Melbourne. Ao avistar aquelas luzes todas e verem tudo colorido, as crianças piraram e ficaram ansiosas para andar nos brinquedos.

Melbourne Olympic Park: Como estávamos lá em janeiro, fomos assistir um jogo de tênis nesse parque que fica perto da cidade e sedia vários eventos. Mas o lugar oferece ainda mais experiências do que assistir à partida de tênis propriamente. Dá para entrar no dia de torneio e curtir os shows e a vibe do lugar, que é incrível e oferece uma série de food trucks, ótimos restaurantes, sorveterias e gente animada e bonita torcendo pelo mesmo esporte, buscando um espaço para ver seus tenistas preferidos. De qualquer forma , são dois tickets diferentes: um apenas para entrar no parque, e outro para entrar no parque e assistir à partida de tênis. Fora da temporada, sedia vários eventos esportivos e de música. O ideal é sempre consultar o site para ver o que está rolando.

Melbourne MuseumTem uma ala infantil muito maneira chamada Pauline Gandal Children’s Gallery, que foi feita para crianças de 0 a 5 anos com o objetivo de estabelecer um aprendizado da primeira infância. As kids podem ver dinossauros e dançar em uma espécie de “discoteca de camuflagem”, onde se transformarão em animais de dança de discoteca irregulares e listradas. Outra atração legal é uma parede de espelho com projeções de luz e paisagens sonoras únicas, e tem ainda um espaço silencioso para recarregarem suas energias.

Mornigton Península: É um lugar incrível com vários vinhedos a 1 hora de Melbourne. Considero um programa indicado para quem curte um bom vinho e uma boa culinária. Com as crianças, compramos vegetais orgânicos nas barraquinhas a beira da estrada, comemos frutas vermelhas no pé, vimos bosques de oliveiras e várias pessoas fazendo piquenique. A paisagem é de tirar o fôlego porque, além dos vinhedos, ainda existem campos de golf, iates flutuando no porto e muita natureza para dar o toque final. Sem contar que existem várias programações para fazer junto com as crianças que nós só não fizemos por falta de tempo, como andar a cavalo, visitar fazendas de morangos, fazer passeios para ver golfinhos, caminhadas etc. Cada operadora de turismo é responsável por um tipo de programação, então vai depender do que realmente estão buscando. Almoçamos no Max’s Restaurant com sua vista incrível.

FunfieldsUma área de recreação completa para as crianças; além da parte aquática, tem mini karts, churrasqueira, roda gigante, carrosséis, tobogãs e navios piratas e uma diversão intensa para a família. Fica a mais ou menos 1 hora de Melbourne, mas para quem tem um pouco mais de dias por lá, vale a pena visitar porque o parque é bem completo. Só não esqueça a roupa de banho, pois a diversão na água é o ponto alto do parque.

ACMI: É um programa bem despretensioso porém completo, que fica na Federation Square e oferece vários eventos gratuitos ao longo do ano. Acontece todo primeiro domingo do mês no ACMI e traz atividades interativas de pais e filhos, como criar vídeos no Youtube, cantar músicas, karaokê e até fazer obras de arte em 3D. Cada domingo tem um tema, como super heróis e Alice no País das Maravilhas. Além disso, lá tem uma exposição permanente que é a Screen World, que explora formas inovadoras de imagens em movimento, e o programa Kids ‘Flicks, que tem uma curadoria especial de cinema para as kids. 

Slide Melbourne: Ao sair do ACMI, nos deparamos com este tobogã inflável de mais de 75 metros de extensão para refrescar naqueles dias mega quentes. Dá uma mega frio na barriga! Os gêmeos amaram, mas parece que só fica por lá uns 15 dias durante o mês de janeiro.

Collingwood Children’s FarmPrograma totalmente despretensioso que amamos. É uma chance de trocar a paisagem urbana pela agricultura, onde as minha crianças ordenharam as vacas, alimentaram vários animais e andaram de pônei. Aos sábados, rola um mercado muito bacana onde compramos produtos frescos da fazenda. Programa muito divertido, que fica a apenas uns 20 minutos do centro da cidade. Almoçamos no Farm Café.

Queen Victoria Market: Fica no centro da cidade, a apenas oito minutos da Melbourne Central Station. É uma mistura de mercado com feirinha, já que achamos desde frutas até lembrancinhas. Para os locais, é chamado carinhosamente de “Vic Market”, e lá se vê coisas boas e coisas mais simples, assim como nos grandes mercadões daqui. Vale levar dinheiro em espécie, pois muitos lugares só aceitam essa forma de pagamento. Não deixe de provar as comidas típicas das barriquinhas representando cada país; é obvio que não poderia faltar a do Brasil, onde matamos as saudades da bela feijoada. Nas quartas à noite, tem o Night Market, com várias barraquinhas de comida típica e música ao vivo, lembrando nossos arraiás juninos. Aos sábados, acontece o fashion market, onde estilistas vendem e apresentam suas tendências. Os dias mais cheios são de quinta a domingo.

Sea Life Melbourne AquariumComo toda cidade australiana, não poderia deixar de ter um aquário para contar história com suas águas vivas, tubarões, arraias e aventuras marinhas únicas. As crianças amaram as claraboias dentro dos aquários. Esse lugar é bem completo e é separado em diferentes áreas: Mermai Garden, Mangroves, Seahorse Pier, Rainforest Adventure, Coral Caves, Shipwreck Explorer e o Croc Lair. Tem horários de apresentações de diversos shows diariamente.

Melbourne ZooAchamos um passeio legal: como tínhamos tempo, fomos lá conferir as 350 espécies diferentes de animais. Quem vai para ficar pouco tempo, não sei se vale tanto a pena.

and Discover CentreExperiência muito bacana, já que tinha atração para todas as idades, de filme a 4D a construir carrinho de Lego. Ainda tivemos sorte, pois vimos uma exposição do Star Wars, além de várias atrações imitando simuladores e um playground indoor incrível. Fica a uns 25 minutos de carro do centro da cidade, e uma coisa que gostei é que, mesmo sendo um sábado, estava bem vazio.

Royal Botanical GardenA cidade respira esse parque, pois além de lindo, é super agradável e foi elaborado justamente para as crianças explorarem o mundo natural, podendo interagir e adquirindo o senso de cuidado com o meio ambiente. É bem grande, e dá para se perder lá dentro! Fomos em dia de extremo calor, e as fontes de água fizeram a alegria das kids.

Até eu entrei na dança de tanto calor, mas os jarros de água só funcionam se a temperatura estiver acima de 25 graus – ou seja, calor para os padrões de uma cidade do sul da Austrália, que é mais friazinha.

Moonlight Cinema: É um cinema ao ar livre que fica no Royal Botanical Garden. Lá, assistimos ao filme “Extraordinário” regado a muita emoção, cangas no chão e foodtrukcks rolando. Programa muito legal de ser feito, e um jardim que precisa ser visto.

Melbourne Sports and Aquatic CenterEm um dia de muito calor e que você já tenha enjoado de ir à praia, vale ir nesse parque que tem várias piscinas, tobogãs e toda uma infra para quem gosta de atividades aquáticas. Até na piscina de ondas mergulhamos. Fica no Albert Park Golf, onde recomendo dar uma volta também.

Clip’n ClimbMuito divertido para crianças um pouco maiores. Tem 33 escaladas diferentes com vários temas e dificuldades. Você também pode competir com seus amigos no Speed Wall ou usar as pranchas de desafio para enfrentar cada parede de uma maneira diferente.

St Kilda Adventure Park: Não esperava encontrar uma praia tão animada em Melbourne como St. Kilda. No dia que passeamos por lá, os termômetros marcavam 41 graus. Tínhamos reservado um tempo, mas acabamos postergando nossa saída porque qualquer lugar que não fosse na sombra ou dentro do mar era impossível ficar. Na própria praia tem um playground com Flying Fox e trampolim onde minhas crianças amaram brincar conforme foi caindo a tarde. Neste lugar, eles utilizam materiais reciclados e um jardim tem todo um apelo de preservação.

Excelente dupla de programa para levá-los na cidade. Almoçamos no Republica, que é simplesmente maravilhoso e traz várias opções Kids Friendly. Neptune St, St Kilda VIC 3182, Austrália

Fitzroy Adventure ParkEsse Playground foi construído bem no centro de Melbourne, já que ali é uma parte que não tem muitas opções de coisas para as crianças fazerem. É conhecido como “cubbies” e administrado pela Save The children Austrália. É um play diferente, já que tem painel solar e as flores, chamadas de Coal Flowers, abrigam 25 painéis solares que geram eletricidade para um prédio no local.

Eureka deck: Um deque que fica a 285 metros acima do nível do mar. A vista lá de cima é de arrepiar, pois vimos a cidade por diferentes ângulos, e ainda demos sorte de pegar um dia incrível onde conseguimos ver o pôr do sol.

Federation SquarePalco de vários eventos culturais ao longo do ano, onde as crianças ficam soltas pois tem sempre algo de bom acontecendo. Tem vários bares e lojas ,e é umas da praças mais famosas do mundo. 

Fomos passear pelas Docklands e nos deparamos com esse parque de diversão à moda antiga com roda gigante, montanha russa e carrossel que fica em frente a um shopping que serve de apoio.

Tem algumas atividades fora de Melbourne que pesquisei, mas por estarem a mais de 1 hora da cidade, acabamos não indo; me pareceram ser super interessante e vale aproveitar para quem tiver mais tempo.

1) Gumbuya world: É um parque aquático com vários escorregas rápidos e reviravoltas emocionantes.

2) Fairy Park: É famoso por trazer uma coleção de castelos com vários chalés, príncipes, anões… A sensação é a de se estar em uma terra encantada, com vários cogumelos gigantes pelo caminho. As crianças australianas mais velhas amam esse lugar.

3) Adventure ParkOutro parque aquático bem completo, o Adventure Park é o lugar para ir para quem quer um pouco de diversão à beira da água. Há uma abundância de tobogãs e também passeios de kart ou minigolfe.

4) Enchanted Adventure ParkÉ um parque que parece que saiu de um conto de fadas  e tem um quebra cabeças gigante com vários labirintos e o infantil tem fadas e vários outros inimagináveis.

Depois de conhecer todas essas incríveis opções de entretenimento espalhadas dentro e fora da cidade, vale a pena montar um roteiro gastronômico para conciliar diversão e gastronomia da melhor forma possível. Confira agora no post Onde Comer em Melbourne e tome nota!

>> Deu vontade de conhecer esse destino juntinho com a família? A Nath e a Travel Place preparam um roteiro na medida certa para vocês fazerem a viagem dos sonhos!



Comentários