Viena, o reino dos palácios e da diversão!

Viena é uma cidade que fui conhecer sem a menor pretensão achando que vai ser mais uma aventura em pleno janeiro, mês mais frio. Eu sempre imaginei a cidade como um lugar mais “old”, pacato, com pessoas fechadas e sérias e poucas atrações infantis. 

Viena, porém, superou completamente minhas expectativas. A lista de atividades para fazer é imensa, inclusive para crianças! Um dos motivos pelos quais a cidade é tão interessante para os pequenos é o fato de, no país, as crianças serem muito incentivadas a visitarem lugares culturais, irem a concertos, palácios e curtirem tudo o que a cidade tem de melhor.

Desbravando Viena

Se você ainda está um pouco perdido sobre onde é Viena, vou te situar melhor. Capital da Áustria, Viena fica situada ao leste do país, às margens do rio Danúbio.

A língua natal é a germânica, mas não é preciso chegar lá entendendo o idioma já que, por ser uma cidade que respira cultura, nos museus tem sempre uma tradução em inglês. Quando não é este o caso, é possível entender ainda que através de mímicas e expressões diversas.

De jardins imperiais a labirintos, passando por grandes museus e ouvindo a orquestra sinfônica. Seja no museu ou nas ruas, definitivamente essa cidade não em nada de monótona!

Sem contar os labirintos e belos cavalos que passeiam por lá, e nos dias mais quentes, ainda pode-se fazer um cruzeiro regado a valsa e entrando no clima.

Seu legado artístico e intelectual se consolidou com as obras de figuras como Mozart, Beethoven e Sigmund Freud, que nela viveram. A cidade também é conhecida por seus palácios imperiais, como Schönbrunn, a casa de veraneio da família Habsburgo.

No distrito Museum Quartier, há construções históricas e contemporâneas que expõem obras de Egon Schiele, Gustav Klimt e outros artistas.

É um país pequeno no meio do coração da Europa, porém todas as atrações e a sua modernidade fazem com que tenha uma das melhores qualidades de vida do mundo!

Viena com crianças

Para visitar essa cidade histórica, é preciso estar preparado: é fácil se perder na quantidade de palácios e principalmente de museus! Para não ficar muito monótono para as crianças, o ideal é intercalar as atrações mais históricas com o zoo, o Museu da História Natural e o Museu da Criança no Palácio de Schönbrunn.

Ainda assim, as crianças (mesmo as menores!) conseguem entender bem a cidade com suas construções belíssimas, elegância e suntuosidade dos seus palácios e paisagens.

Lá, elas podem brincar de faz de conta, de serem reis, príncipes e princesas de Viena, dentro de um dos impérios mais poderosos! Podem ter certeza: com tanta beleza, eles vão ficar até confusos, sem saber para onde olhar primeiro  diante da imponência de cada esquina.

Como se locomover em Viena

Assim como Amsterdã e Copenhague, Viena possui vários quilômetros de ciclovia. Isso porque a prefeitura local estimula o uso das bicicletas para conter o trânsito.

A cidade é bem famosa no mundo todo pela eficiência dos seus transportes públicos, o que faz com que as pessoas se locomovam com praticidade e comodidade.

Além do transporte público ser um dos mais eficientes do mundo, as bicicletas ajudam bastante tanto os moradores quanto os turistas a chegarem de uma ponta a outra da cidade.

O que recomendo é se planejar para adquirir o Vienna City Card. que custa em torno de 17 euros. O mesmo dá acesso a todo sistema público de transporte por 24, 48 ou 72 horas, o que sai mais barato do que comprar os bilhetes avulsos, dependendo da sua opção. Ou seja: dá para cruzar a cidade usando trens, metrô, ônibus e ainda se consegue desconto em várias atrações da cidade. Vale super a pena!

Assim trens, ônibus, bondinho e muita coisa também pode ser feita a pé, mas não importa qual meio de transporte você utilizará por lá: o bilhete a ser usado é o mesmo.

DICA DA MAMÃE VIAJANTE

Para sair do metrô é só procurar as letras U em branco. Não esqueça de validar o bilhete nas máquinas azuis, já que no metrô não tem catracas.

Melhor época para ir a Viena

A melhor época para ir a Viena é no outono e na primavera para fugir dos preços altos, das multidões e também pelo clima ser mais ameno.

Pegamos muito frio no inverno de janeiro e, com a temperatura variando entre -1ºC e 3ºC graus, focamos em programas mais indoor. Já de julho a agosto é bem quente, mas também quando chove mais.

As atrações estão bem mais cheias por causa das férias, e as temperaturas variam de 17ºC a 28ºC. O problema dessa época é que, como em toda Europa, muitos locais não tem infra de ar condicionado.

Viena definitivamente tem um clima menos rude do que as regiões montanhosas do país, e lá não chove tanto como Salzburgo. Mesmo assim, faz bastante frio no inverno com temperaturas, às vezes, abaixo de zero.

Hospitais em Viena

Aquela dica que a gente precisa nunca precisar usar, mas que quando se está com criança não dá para arriscar. As duas indicações são o Hospital e St Anna KinderSpitalle o and Adolescent Medicine.

Vem com a gente conhecer a terra das imperatrizes Sissi e Leopoldina e todo poder de divertir que Viena tem!

>> Deu vontade de conhecer esse destino juntinho com a família? A Nath e a Travel Place preparam um roteiro na medida certa para vocês fazerem a viagem dos sonhos!



Comentários